quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

2010, já????

Nos meses de dezembro e novembro este blog andou muito paradão. Sinto muito!! Fica aqui uma mensagem desejando um grande 2010. Não sei ainda o que será do blog em 2010. Estou animado!! Ma non troppo.
;)
O vídeo abaixo fala de amor. Este texto também: "Amados, amemo-nos uns aos outros , porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus por nós: em haver Deus enviado seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele." 1 João 4: 7-9

Fecho o ano com este vídeo bacana de gente do mundo todo cantando música dos Beatles!! O nome dos países está no canto direito embaixo do vídeo.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Ronaldinho 2000

Uma revista inglesa elegeu Ronaldinho Gaúcho o melhor jogador da década. Muitos chiaram, o que é compreensível em virtude da queda de rendimento do craque. Mas se não Ronaldinho, então quem? Ronaldo e Zidane dividem seus feitos entre os anos 90 e os 2000. Messi e Cristiano Ronaldo estouraram já na segunda metade da década.
Pra nunca esquecermos o como jogou bola esse Ronaldinho. Aqui vão modestos 10 minutos. Note que vários destes foram depois da Copa de 2006, onde muitos dizem que parou de jogar.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Copa 1

Que venha o Cristiano Ronaldo!!!
Tenho um monte de amigos sul-coreanos que vão torcer muito por nós!!!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Bico


Esta noite perdemos um de nossos bichinhos. Boby (conhecido como Bico, Bobico e muitos outros apelidos) descansou. Um poodle já de 17 (!!!!) anos, estava fraquinho e finalmente relaxou. Esta idade em termos humanos deve equivaler a uns 148. A proximidade que temos com nossos animais é um reflexo da forma como fomos criados, resquícios de um tempo num jardim onde vivíamos em harmonia. Boby há tempos já vinha sentindo as dores que a criação sente, rendida em sofrimento por causa do pecado da humanidade desde Adão. Boby junto com o restante da natureza em algum nível anelava pela redenção.
Boby foi o primeiro de muitos cachorros que minha esposa tem. Boby foi quem passou pela fase de aprendizado dela. Boby é quem foi morar conosco quando casamos, aproveitando diversos privilégios. Quando começamos a namorar ele era o único cachorro que ela tinha, hoje já são bem mais! Boby tinha suas manias, assim como eu adorava tomar água só por mania, mesmo sem estar com sede.
Boby mesmo velho e enfraquecido não resistia ao desafio de perseguir uma bola. Embora fosse um poodle francês, acho que era mesmo poodle brasileiro.

domingo, 8 de novembro de 2009

Coisas que ganhamos no fogo

Recentemente meu irmão Keith me ensinou algo importante. Keith e Camille são um casal da nossa igreja aqui no Mississippi. Eles têm 6 filhos, a mais velha tem uns 15 (não, eles não são dessas famílias esquisitas). No outro domingo, após o culto da noite, uma notícia assustadora. "A casa do Keith pegou fogo durante o culto!!" Surpresa, vontade de chorar, corremos pra lá, vários da turma da igreja.
A polícia não deixava chegar perto. Paramos longe e descemos a rua a pé mesmo. De muito longe já se via a fumaça alaranjada. Vizinhos de pijama olhando e conversando, com pena. Um repórter tímido tentando perguntar . Bombeiros trabalhando mas sem muita pressa, não havia nada pra salvar.
Uma semana antes do fogo Keith me dissera que iria me convidar pra ir em sua casa ver futebol (americano) em sua nova tevezona. Curioso como essas coisas triviais nos vêm à mente na hora da tragédia. Assim que o abracei, Keith disse com um meio sorriso "acho que vamos ter de cancelar o futebol..." Cancelar não Keith. Transferir pra minha casa.
Enquanto a casa terminava de queimar nós olhávamos e conversávamos. O intenso frio da noite de outono fazia com que nossa respiração e fala soltassem aquela fumacinha. Camille e Keith choraram um pouco. Muito fora perdido. Claro que eventualmente o seguro vai lhes dar uma nova casa. Mas não é a mesma casa. Os álbuns de foto se foram. Os gatos deles também.
O grupo fez um círculo. Vários oraram. A atitude deles era de choque, mas com o coração dizendo "O Senhor deu, o Senhor tomou, glória ao nome do Senhor." Cantamos um hino de louvor ao Deus trino.
A fumaça que saía da casa era mais forte que a fumaça das vozes. Mas não era mais impressionante. A fumaça da casa aponta para a enorme força do fogo e da tragédia que ocorreu. A fumaça daz vozes tem consequências eternas, sussurros acercas de coisas que ainda não vemos plenamente, mas já estão entre nós.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Vo Eloisa!!!

Hoje, aniversario da minha avo Eloisa, mando um beijao pra ela. Queria demais, demais, demais estar la em Ipaussu e lhe dar um beijao. Por aqui fico orando pra que ela fique firme no nosso Senhor, aguardando com esperanca a redencao final e tantos encontros que sei que ela esta esperando ansiosa. Eu tambem estou vo. Eu tambem!!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Invictus - Eastwood

Trailer de mais um filme do grande Clint Eastwood. Clint vai se aproximando do final da vida e está dirigindo como louco. Sempre bom, quase sempre excelente. Aqui o trailer de seu mais novo filme, Invictus. Morgan Freeman no papel de Nelson Mandela e Matt Damon como um jogador de rúgbi. Como pode um time esportivo e seu desempenho na copa do mundo ajudar um país a curar feridas? Vai ser bom demais!!

sábado, 31 de outubro de 2009

Dia da Reforma


Hoje se comemora o Dia da Reforma. Em 1517 o monge agostiniano Martinho Lutero pregou na porta da igreja de Wittenberg uma lista de pontos em que discordava da abordagem da igreja Romana, tanto em sua prática quanto em sua teologia. Lutero não planejava naquele momento iniciar um nova igreja, mas reformar a existente. Muita confusão se passou e Deus levantou homens em outras partes da Europa lutando por semelhantes ideais e pela pureza da igreja. Calvino, um francês que foi morar na Suíça; Zuínglio e vários outros.
Hoje celebramos tal evento e acho importante lembrar algumas das questões relevantes, as quais até hoje enfrentamos de uma forma ou de outra.
1- Salvação pela graça mediante a fé - contra a idéia de que méritos humanos podem atingir os. Requerimentos divinos para a salvação. Indulgências, flagelos, penitência...nada disto pode resolver o problema.
2 - Sacerdócio universal dos crentes - Jesus através de sua vida, morte e ressurreição abriu o caminho para todos os que nele crêem. Desta forma temos livre acesso a Deus em oração, podendo tratar de nossos pecados diretamente, sem necessidade de sacerdotes ou santos. Desta forma, todos os cristãos são sacerdotes com privilégios de acesso ao Pai pelo único intermediário, Jesus Cristo.
3 - Escrituras e culto na linguagem do povo - ao invés de ter Bíblias e missas apenas em Latim, os reformadores iniciaram um trabalho sem precedentes de tradução da Bíblia. Lutero traduziu o Novo Testamento para o alemão, refugiados ingleses em Genebra traduziram a Bíblia para o inglês e assim por diante.
Estes são apenas alguns importatnes pontos. O mais importante é usar a Bíblia como única regra de fé e prática, derivando dela tudo o mais.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Sobre o sermão de exclusão 2

Aqui segue um breve resumo do segundo sermão que preguei sobre o tema de exclusão, no texto de Marcos 7:24-37. Aqui trato apenas de alguns dos elementos que usei. Para o resumo da primeira parte clique aqui.
Após lidar com a mulher sirofenícia, Jesus tratou de um homem surdo-mudo. Comecei falando acerca da fixação que temos com a perfeição física. Tratei de como a exclusão dos portadores de necessidades especiais é uma triste realidade. Mostrei que na época de Cristo a situação era ainda muito pior.
Mostrei a enorme compaixão de Jeuss, cuidando daquele homem, gastando seu tempo. Jesus poderia curá-lo só com suas palavras. Decidiu entretanto tocá-lo. Aquele homem sentiu muito mais que a cura para seu problema, sentiu o toque afetuoso de seu próprio criador.
Nas duas passagens em questão, Jesus cuidou de se aproximar de pessoas que sofriam exclusão social, uma por sua etnia, outra por sua deficiência física. Mostrei que Jesus tratou dessas coisas logo após um episódio em que os fariseus o criticaram pelos seus modos alimentares. Jesus explica que o que contamina o homem e o torna impuro é seu coração, não as coisas externas. Nós vivemos tratando as pessoas da mesma forma que os fariseus, achando que elementos externos (etnia, classe social, capacidade física) são medidas que tornam alguém puro ou impuro, superior ou inferior. Jesus denunciou esta atitude como tradições espúrias dos anciãos que contradizem a palavra de Deus. Nós também temos nossas tradições herdadas de nossos anciãos, como o racismo, e cabe a nós ouvir o chamado de Cristo e acabar com isso.
Para terminar, mostrei como cada um de nós tem necessidades especiais. Somos fracos, precisamos de proteção, alimento e abrigo. Um pequeno vírus ou uma grande fera são capazes de acabar conosco. Por isto temos uma necessidade especial de que o Rei Jesus nos proteja. Além disto, somos errôneos em nossos pensamentos, limitados, incapazes, distorcendo a verdade por causa da injustiça. Temos uma necessidade especial pelo nosso profeta Jesus Cristo, a própria palavra de Deus encarnada que nos mostra toda verdade e em quem estão todos os tesouros da sabedoria. Por fim, somos pecadores, mortos em delitos e pecados, incapazes de satisfazer os requerimentos para nossa salvação. Por isto temos uma necessidade especial pelo nosso sacerdote Jesus, que por nós fez tudo.
Ao nos reconhecermos incapazes, necessitados de nosso profeta, sacerdote e rei Jesus, poderemos olhar com mais calor para o lado, para o alto, para baixo. Ver os que são diferentes de nós e que também são iguais. Por causa do mestre.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Sobre o sermao de exclusao 1

Recentemente postei links para sermões que preguei aqui no Mississippi. Alguns me pediram pra colocar algumas das idéias bésicas de dois sermões que fiz sobre exclusão e inclusão baseados em Marcos 7:24-37. Aqui vai!
No primeiro sermão tratei de exclusão étnica. Comecei explorando um pouco da questão de problemas étnicos atuais(acho a expressão melhor do que problemas racias, pois só há uma raça humana.) Mostrei o que ocorreu na ocasião em que Jesus conversou com a mulher Sirofenícia. Jesus testa sua fé e ela passa no teste mostrando que entendia que a salvação era dos judeus mas que se contentaria em comer das migalhas. Ela claramente entende algo acerca de Jesus, reconhece sua incapacidade e entende que por graça ele pode ajudá-la. Jesus a abençoa e a elogia.
Mostrei então que na Biblia embora o povo judeu tivesse uma prioridade pactual (dada por graca, nunca por mérito!) esta bênção era disponível a todos que desejassem se juntar ao povo de Deus. De fato há casos registrados como Raabe e Rute.
Mostrei ainda que uma possível interpretação aponta para o fato de que Jesus estava testando os seus discípulos também. A mulher pediu ajuda pra Cristo e ele disse que não era certo tomar o pão das crianças e dar aos cães. Alguns entendem que Jesus estava usando uma técnica retórica de usar um dito popular e virá-lo de forma inesperada, como fizera em outras ocasiões. Esta seria a percepção popular dos judeus, de que eles eram as crianças e todos os demais era como cães. A idéia e que não há pão para todos, então as crianças é que devem comer. Entretanto, vale notar que este evento se passa entre as duas multiplicações dos pães!! Creio que é válido dizer que o teste dos discípulos envolvia olharem além do preconceitoétnico e se lembrarem de que na economia do reino de Deus, há pão para todos os que desejam. A mulher desejava migalhas e saiu satisfeita. O pão da vida é para todos.
Terminei tratando do que a redenção em Cristo significa para a reconciliação étnica e a celebração da diversidade. Entendendo que em Cristo somos um mesmo sendo diferentes. Mostrei como por muito tempo a Igreja e a sociedade se esconderam por detras de tal exclusão e como isso até hoje causa feridas.
No próximo post conto do segundo sermão, que tratou de exclusão de pessoas com problemas fisicos e tratei da solução geral para as duas coisas. O post já está muito grande então fica pra próxima postagem!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Fifa 10

Saiu o novo jogo de futebol, Fifa 2010. Curta aí o belo comercial!! COm jogadores como Rooney, Benzema e Xavi.
é o amor ao futebol...
A narração diz:
Dez mil centenas de coracões perdendo uma batida
Dez mil centenas de cachecóis precisando de costura
Dez milhões de bilhões de orações silenciosas
Dez milhões de bilhões de mil degraus
Dez milhões de reis do BArça no trono
Dez vez isso de fãs unidos (Man United)
Dez centenas de milhões de apitos assoprados
Mais batalhas que Gengis
Mais muralhas que a China
Mais chutes que karate
Um oceano cheio de "uuuuhhhh"
Uma catedral cheia de "ahhhhh"
Um Benzema correndo até a lua e voltando
Mais gols que qualquer rede pode segurar, em qualquer lugar
Mais abraços que uma floresta cheia de ursos
Dez milhões de mortais, estrelinhas e danças do robô
Dez milhões de Rooneys
Dez bilhões de Benzemas
Dez zilhões de Xavis
Quão grande o futebol ser?

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Balanço do acampamento


Mais sobre o acampamento. Um membro da igreja tem um sítio localizado perto da pequena cidade de Carthage, a nordeste de Jackson. Foi por lá no último final de semana o acampamento da juventude da Pear Orchard Presbyterian Church. Lugar bonito, bem no mato. Friozinho!!! Ficamos todos hospedados por lá. Entre 70 e 80 jovens de 12 até 17 anos, o pessoal da equipe, eu e Anelise. Fiz quatro palestras breves, menos de 30 minutos cada. Tratei, como já tinha dito, do tema sobre o cristão e seu envolvimento com a cultura. Fiquei satisfeito, acho que consegui transmitir minhas idéias. Gostaria de ter tido mais palestras para tratar melhor do assunto. Eles provavelmente preferiam menos palestras e mais tempo de gincana!! hehehe Espero que o ensino seja proveitoso ao grupo. Foi muito bacana o contato com a turminha. Foi também uma ótima oportunidade para poder minsitrar a um grupo com quem não tenho muito contato...
Obrigado a todos pelas orações e pelo interesse!

domingo, 18 de outubro de 2009

Voltamos!

Post rapidinho. Só pra contar que foi tudo bem no acampamento. Cerca de 70 jovens entre 12 e 17 anos. Passamos um friozão!!! Consegui fazer as palestras conforme planejado e fiquei satisfeito. Curtimos bastante! Agradeço pelas orações!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

O cristão e a cultura


Amanhã irei a um acampamento. É o retiro anual da juventude da igreja onde ministro. Um grupo bem bacana, cerca de 70 jovens. Vamos ficar num sítio de sexta até domingo. Serei o preletor e conto com as preces de todos! Vou falar sobre o tema "Como então viveremos? A relação do cristão e a cultura a seu redor."
Depois de uma palestra curta introdutória, vou buscar mostrar duas formas muito comuns porém incorretas de viver:
1 - O camaleão - Assume a forma da cultura ao seu redor e deixa de ser uma influência, perdendo a relevancia. É como o sal que se torna insípido (ver Mateus 5). O sal tem a dupla função de preservar a carne para que não apodreça e de dar sabor à comida. Jesus explicou que nós somos o sal da terra. Se agimos como camaleões, acabamos por nos tornar sal insípido. Não seremos mais fatores de preservação e nem de sabor.
2 - O porco-espinho - Se esconde e se protege de qualquer influência externa. Evita contato com qualquer tipo de elemento cultural. Continuando o texto de Mateus 5, torna-se a luz escondida. Jesus disse que nós somos a luz do mundo. A candeia não serve pra nada se for escondida.

A última palestra vai tratar de como então viver. Sal da terra e luz do mundo.
Devemos viver com a mentalidade de embaixadores do reino. Somos representantes de nosso Senhor e devemos viver onde ele nos colocou. Aqui devemos conhecer, influenciar e viver na cultura. Mas sem esquecermos de onde somos, que temos padrões que são estrangeiros e que por vezes não "batem" com a cultura em que vivemos. Vivemos aqui na Terra, mas com um olho no futuro, sabendo que vamos mudar para o país ao qual pertencemos verdadeiramente. Enquanto isso nos esforçamos para que nosso país conheça a paz e buscamos cidadãos que aceitem a livre oferta de Jesus: "Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim porque sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para vossa alma. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve." Mateus 11:28
Não demore.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Três sermões

Alguns sermões que preguei recentemente estão disponíveis no site da igreja onde trabalho.
Boa oportunidade para treinar seu inglês!! Com sotaque brasileiro, é claro. Os dois primeiros são sermões tratando de exclusão étnica e reconciliação. Trato também de questões sobre cultura, portadores de necessidades especiais e outras coisas diversas. Dividido em duas partes, pregando a partir da ocasião em que Jesus ajuda uma mulher não-judia e depois cura um homem surdo.
Exclusion and Embrace parte 1 - Marcos 7:24-37 Siga o link!
Exclusion and Embrace parte 2 - Marcos 7:24-37 Siga o link!
Standing on Jordan's Bank - 2 Reis 2:1-13 - Preguei este no domingo passado, na despedida de um dos pastores da Igreja (JEff). O texto é o que descreve a ocasião em que Deus leva o profeta Elias para si. Aqui está o link!
Qualquer reclamação, sugestão ou dúvida será tratada com respeito!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Vontade e direcionamento


Como conhecer a vontade de Deus para nossas vidas? Esta é uma das mais difíceis questões que a humanidade enfrenta. Como saber o que fazer? Qual escola? Qual a minha vocação? Qual profissão? Qual mulher casar? Há muitas idéias, algumas baseadas em sinais, outras em sentimentos e o leitor pode buscá-las por aí se tiver interesse. Ofereço aqui alguns pontos cardeais, que acredito servirem para montar uma bússola que indica o caminho
1 - Aptidão - O que você é bom em fazer? Quais as coisas em que sente prazer? Qual tipo de trabalho te faz sentir que você rende bem? Qual das candidatas a esposa parece cobinar com seu jeito e com sua maneira de vida? Para compreender nossas aptidões devemos ser sábios em ver nossos resultados e também estar atentos para ouvir os nossos queridos. Familiares e amigos podem ser muito úteis em nos ajudar a enxergar aquilo que somos. Deus criou cada um com aptidões e capacidades diferentes. Isto não significa que não devamos investir nos nossos talentos, mas justamente em que recebemos talentos diferentes para investir.

2 - Gostos e interesses - O que você gosta de fazer? Que tipo de trabalho te dá prazer em realizar? Creio que Deus nos criou com grande diversidade de interesses e gostos e que estes nos ajudam a decidir o caminho a seguir. Na hora de escolher marido, esposa, faculdade ou emprego, o que gostamos também é importante. Não deixa de ser uma atividade espiritual pelo fato de querermos algo que nos agrada. Claro que há limites, que serão tratados no item 3 abaixo.

Juntando as coisas até aqui:
Revi estes dias o filme Carruagens de Fogo, sobre corredores britânicos nas Olimpíadas de 1924. Um dos corredores, Eric, está dividido entre o trabalho missionário e seu desejo por correr. Numa conversa com sua irmã ele diz: "Deus me fez para servi-lo, mas ele também me fez rápido. E quando corro eu sinto o Seu prazer." Eric compreendia que Deus lhe dera aptidão (item 1) e prazer (item 2) para correr, e que poderia servir e trazer glória a Deus fazendo aquilo.

3 - Palavra de Deus - O guia definitivo. É claro que na Bíblia não há o nome da esposa que você tem que casar nem o nome do curso para o vestibular. Mas a Bíblia apresenta parâmetros para todas as coisas da vida. Um destes parâmetros é glorificar a Deus em todas as coisas. O emprego, a esposa, o título e até mesmo o carro devem ser escolhidos de forma que sejam em primeiro lugar algo que traga glória a Deus e não a nós mesmos.
Há parâmetros acerca de que tipo de cônjuge. Há limites para trabalhos biblicamente válidos ou não. Por exemplo, um trabalho que seja contra a lei não deve ser feito por mais que você goste e tenha aptidão! A não ser que o que a lei proíba seja, por exemplo, pregar o evangelho. Aí entra o princípio de obedecer Deus acima dos homens (ver Atos 5 : 17-31 para um bom exemplo).
Mais parâmetros: um trabalho que te impeça de ver sua família ou de cultuar a Deus deve ser repensado. Uma namorada que te impeça de cultuar a Deus ou que te obrigue a trabalhar em algo que você não gosta só pra ter mais dinheiro não deve nunca se tornar sua esposa.
Voltando ao filme Carruagens de Fogo. Eric decide que quer correr mas que a lei de Deus impunha limitações em quando e como fazer. Eric decide seguir seu sonho mas dentro dos limites determinados por Deus. Deixemos de lado por enquanto se ele poderia ou não correr no domingo. O ponto do post é que ele não seguiu simplesmente pela sua cabeça, mas buscou a orientação das escrituras.
4 - Meios de Graça - Deus usa nosos dons, talentos e amigos pra nos guiar. Mas ele usa também os meios de graça que determinou: oração, leitura da Bíblia, ouvir a pregação da palavra e cultuar e a comunhão dos irmãos. Estes são elementos que tem diversos benefícios. Um deles é o de ajudar a diminuir o ruído em nosso coração acerca do que estamos buscando decidir. Outro benefício é o de ajudar a compreeender os parâmetros bíblicos e de expor as falsas razões dos nossos corações. Como a lanterna que afasta os cantos escuros do sótão, a pregação da palavra nos ajuda a combater nossos desejos pecaminosos e nossa falsa orientação.
5 - Portas - No mais, é importante saber que Deus nos guia através de portas abertas e portas fechadas. Isto implica que não devemos ficar esperando sinais como aquele cara da piada que não aceitou o resgate do barco e nem do helicóptero pois estava esperando que Deus o salvasse, sem compreender que Deus salva na maioria das vezes através de meios ordinários, cotidianos. Isso significa que você deve ir em frente. Tente as opções, ore, pense, peça ajuda, veja que portas estão abertas e quais estão fechadas.
Que Deus os guie.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Melhores personagens de Tarantino parte 3

6 - Tenente Aldo "Apache" Raine (Inglorious Basterds) -Brad Pitt é o tenente do Tennesse no comando do grupo dos bastardos, responsáveis por aterrorizar o exército nazista. Um artista com sua faca e falando um italiano fabuloso. Precisamos de um filme contando a história completa do grupo comandado por Aldo Raine!










5 - Bill ( Kill Bill)
- David Carradine no melhor papel da sua vida. Sem aparecer em todo o primeiro filme, Bill domina a história apesar de sua ausência e depois comanda as cenas em que aparece, seja tocando flauta ou falando sobre o super-homem.











4 - Shosanna Dreyfus (Inglorious Basterds) - A atriz francesa Melanie Laurent vive a judia sobrevivente de um massacre. Excelente atuação. Seria ótimo ver um filme inteiro sobre o que se passou nos 4 anos antes de ela ser dona de cinema.








3 - A Noiva (Kill Bill) - Uma Thurman no papel que ajudou Tarantino a escrever. Um história de vingança e de confrontar seus próprios feitos move a trama simples porém tortuosa de Kill Bill. Ela está querendo vingança contra as cinco pessoas que quase a mataram e tiraram sua filha. A noiva está no centro de tudo.











2- Jules (Pulp Fiction) - Samuel L. Jackson criou esta inesquecível figura ameaçadora que devora as cenas. Jules é mau. Jules tem uma epifania. Jules decide abandonar a vida de crime e andar a Terra, conhecendo pessoas e vivendo aventuras. Samuel Jackson desde então basicamente usa Jules em todos seus papéis. O que não é ruim!






1

-Coronel Hans Landa (Inglorious Basterds)
- Creio que o melhor personagem de Tarantino. O coronel nazista, o caçador de judeus, detetive poliglota, Sherlock Holmes do mal, canalha interesseiro e absolutamente fascinante. O ator alemão Christopher Waltz merece prêmios. Seria ótimo ter um filme apenas contando histórias de suas investigações assim como os fatos que levaram à sua mudança de atitude quanto ao seu apelido.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Melhores personagens de Tarantino 2

Damos aqui sequência à trilogia de posts sobre personagens de filmes do Tarantino.

12 - Budd / O-ren Ishii (Kill Bill) - Dois dos membros do esquadrão da morte de Bill. budd é um melancólico ex-assassino que vive recolhido num trailer no meio do nada trabalhando em sub-empregos. Vive numa misutra de nostalgia e remorso. Michael Madsen em um de seus papéis mais tridimensionais. Empatada está O-ren Ishii, a chefe do crime em Tóquio vivida por Lucy Liu. Rival da noiva, O-ren conseguiu ascender no sub-mundo de Tóquio apesar de seu sangue chinês.



11 - Mr. Blonde (Reservoir Dogs) - O bandido Vic Vega (irmão de Vincent Vega do filme Pulp Fiction) é o mais insano da trupe de ladrões. A cena da orelha, só digo isso.











10 - Marsellus Wallace (Pulp Fiction) - O chefão dos bandidos. O homem do band-aid na nuca. O intimidador Ving Rhames com sua voz potente e aura de que mataria um homem por causa de uma massagem no pé. Tem uma das frases mais famosas do filme.







9 -Stuntman Mike (Death Proof)
- O lunático vivido por Kurt Russell. Usa seu carro de dublê, à prova de morte, para caçar mulheres. Ameaçador e ao mesmo tempo ridiculamente se achando o sedutor...









8 - Mia Wallace (Pulp Fiction)
- A esposa do gangster Marsellus Wallace. Vivida por Uma Thurman, é garantia de problema. Uma certa confusão envolvendo drogas e uma agulha gigante criaram uma das mais memoráveis cenas de Tarantino.








7 - Vincent Vega (Pulp fiction)
- O personagem levantou a carreira de John Travolta das cinzas. Tomando um gole do milk-shake de 5 dólares, irritando Jules ou explicando o nome do quarteirão com queijo na França, Vincent é dos melhores. O assassino chapado e meio atrapalhado levou Travolta de novo às pistas de dança e nos deixou com vontade de ver o filme prometido mas nunca realizado sobre os irmãos Vega (ver Mr. Blonde acima).

sábado, 19 de setembro de 2009

Melhores personagens de Tarantino

Esta postagem se chama top 15 personagens dos filmes do Tarantino. Não é segredo que sou fã dos filmes de Quentin Tarantino. Gosto de todos, naturalmente alguns mais, outros menos. Gosto do estilo altamente autoral, dos diálogos, da ação sempre rápida e brutal ou excriuciantemente lenta. Gosto das referências a outros filmes, de como usa atores famosos ou não. De como usa línguas diferentes em seus filmes (chineses falam chinês, alemães fala alemão...)
Tarantino cria personagens inesquecíveis. Aqui vão os meus 15 favoritos. Decidi incluir apenas personagens dos filmes que Tarantino dirigiu, excluindo aqueles em que apenas escreveu o roteiro. Não incluo por exemplo o material de From Dusk Till Dawn, que tem excelentes personagens como os irmãos Gecko. Foi muito difícil chegar a esta lista, Tive de deixar de fora da lista excelentes personagens como o vendedor de armas Ordel Robbie, o policial Zed, a aeromoça Jackie Brown...

Meus critérios, áreas em que o personagem recebe pontos para o ranking:
- personagem tem de ser facilmente lembrada por quem viu o filme;
- a qualidade do ator é importante; é bem melhor assisistir Samuel Jackson do que Chris Penn.
- Eu gostaria de ver um filme tratando mais de perto de tal personagem?Isso mostra se o personagem tem potencial para mais que servir de apoio à história. Quem não gostaria de ver um filme somente sobre os irmão Vic (Cães de aluguel) e Vincent Vega (Pulp Fiction)?
Note que em algumas posições tem duas personagens e que a lista começa no 16 e não no 15...bônus pra vocês!!

Vou publicar parte da lista hoje e mais depois de amanhã. Faltará o último trecho que fica pra quarta-feira. Eu acho.

16 - Zoe Bell / Abernathy - Duas mulheres do segundo grupo de garotas do filme Death Proof. Zoe Bell faz o papel dela mesma, uma duble em filmes de Hollywood. Abernathy (Rosario Dawson.) Esta tem um momento excelente em que parte de terror pra entusiasmo com a brincadeira em alta velocidade no capô do carro.















15 - The Wolf
- Se você tiverum problema complicado 6 da manhã ele virá te ajudar. Mesmo ele tendo passado a noite em claro, the Wolf irá pensar de maneira mais clara, precisa e útil que você. Ele vai te abusar verbalmente pela sua estupidez, beber o seu café, mas vai resolver. Harvey Keitel neste papel pequeno porém marcante em Pulp Fiction.












14 - Pai Mei (Chia Hiu Liu) - O cruel mestre de artes marciais chinês em Kill Bill. Pai Mei é cruel, come cabeças de peixes mas é capaz de treinar os melhores lutadores do planeta. Sua jogada de barba ridícula e o golpe mais letal do mundo (five point pal exploding heart technique) são lendários.











13 - Hattori Hanzo - Mais um habitante do unverso paralelo que é Kill Bill. O excelente ator japonês Sonny Chiba vive Hattori Hanzo, o melhor criador de espadas do mundo que volta da aposentadoria para ajudar a noiva.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Vozão

Ontem (15 de setembro) foi aniversário do meu amado vô Emílio. Dele recebi muitas coisas:
- O nome (ver explicação)
- indiretamente: a vida (pense a respeito);
- muito, muito amor;
- muita, muita diversão;
- muito, muito carinho;
- milhares de passeios no zoológico, simba safari, Ibirapuera, praia, e muitos lugares mais;
- visitas ao Morumbi, Pacaembu e Rua Javari!
- amor pelo futebol, vindo conjuntamente dele, de meu pai e de meu avô Rubens;
- um enorme senso de caráter, responsabilidade e cuidado da família;
- vou parar a lista aqui, senão o post ia ficar gigantesco. Isso tudo aí é só pra dar uma idéia.
No seu aniversário gostaria demais de poder esta com ele. Infelizmente a distância é grande fisicamente. Mas no coração é bem pertinho.
Te amo vô. Deus te abençoe.

domingo, 13 de setembro de 2009

Aniversário


Cerca de um ano atrás comecei este blog, sem saber se continuaria firme ou não. Empolguei-me após meu pai iniciar o dele. Houve meses de alta e meses de baixa. De qualquer forma tenho me divertido bastante. Rumo a outro ano!!
No dia inicial escrevi o seguinte:
"Começo aqui este blog. Não sei se vai pra frente! A razão do título é a seguinte: "Já mas Ainda Não" é a forma em que vivemos neste mundo, na esperança da redenção que está por vir. Vivemos entre dois mundos. Já redimidos, mas ainda esperando a redenção. Já salvos, mas ainda esperando a grande consumação. Outro sentido vem da idéia de que a vida entre dois mundos também é a realidade de quem morou fora de seu país por muitos anos. Perde-se um pouco a identidade, cria-se uma nova identidade, passa-se a estar em casa e fora de casa ao mesmo tempo, vivendo entre dois mundos, já estou em casa, mas ainda não.Aproveitando e sendo proveitoso no já, na espera. Peregrinando ansioso pelo que ainda está por vir. "

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Beatles no telhado

Hoje estão sendo relançados aqui nos EUA os discos dos Beatles. Tudo remasterizado e restaurado... Em comemoração escrevo este post falando sobre o famoso concerto do telhado (note que nao é conSerto, mas conCerto).
O grupo já estava há anos sem fazer apresentações públicas. A união dos integrantes já tinha virado vinagre. Os últimos discos haviam sido lançados sem apresentações públicas. Estavam pra lançar um novo disco (Let it Be) e estavam lutando coma idéia de fazer uma apresentação pública final. Não conseguiam entrar em acordo quanto a data e local, com opções como Inglaterra, África, EUA e cada um querendo que seu plano prevalecesse. A solução, que foi usada no filme, foi simplesmete subir no telhado do prédio dos estúdios na Abbey Road, ligar os instrumentos e fazer um show ali mesmo. Aos poucos pessoas começaram a ouvir e a chegar enquanto eles tocavam. Logo chegou a polícia. Era 30 de janeiro de 1969, a última apresentação dos senhores de Liverpool. Aqui está o vídeo da deliciosa música Don't let me down. No vídeo dá pra ver a polícia. Note a barbona do Paul e o John cantando e gritando!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Ferrari Italia

Revelada a nova Ferrari 458 Italia. Não vou falar mais nada.

.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Músicas sobre cidade 7 - Barcelona

Edição especial Barcelona!! 3 músicas. Estamos chegando ao final da série sobre músicas a respeito de cidades. Depois deste post vou fazer uma edição de sugestão dos leitores. O mês de Agosto foi bem enrolado e postei muito pouco. Espero animar isso aqui em Setembro!
Barcelona - A primeira é um belo dueto entre Fred Mercury e Montserrat Caballé. Foi hino das Olimpíadas 1992. Dois cantores espetaculares. A letra é em inglês e espanhol.

Esta seguinte é em espanhol, usada no filme de Woody Allen "Vicky Cristian Barcelona. Belas cenas da cidade. Um trecho: "No he encontrado la razón porque me duele el corazón porque es tan fuerte que sólo podré vivirte en la distancia y escribirte una canción (Não encontrei a razão por que me dói o coração pois é tão forte que só poderei te viver na distância e te escrever uma canção)."

Pra terminar, fica esta coisa sem explicação: We're From Barcelona.Trata-se de um bando de amigos suecos cantando em inglês a respeito de serem de Barcelona...não tem explicação.
Precisa-se ver a versão original no youtube. Por alguma razão não dá pra postar. Aqui está o link.
Consegui botar a versão ao vivo, mas a original linkada acima é melhor.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Desafio das águias


Esta semana assiti a um filmaço. Nunca tinha visto Where Eagles Dare (Desafio das águias). Filme de 1968 com Clint Eastwood e Richard Burton. Excelente trama, espionagem, traições e tensão. Um cássico filme de Segunda Guerra Mundial no estilo "homens numa missão."Outro exemplo no gênero é Os Doze Condenados. Neste filme um grupo de agentes britânicos e um americano (Eastwood) tem de resgatar um general americano prisioneiro num castelo nas montanhas da Bavária...
Recomendo!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Relâmpago


Durante a última Olimpíada comecei a escrever, mas nunca terminei, um post acerca de quem tinha sido o melhor atleta dos jogos. A grande mídia, principalmente nos EUA, apontava para Phelps, o nadador que vencera 8 ouros. Eu acredito, entretanto, que o melhor foi mesmo Usain Bolt. Ele venceu as três provas que disputou no atletismo, 100m, 200m e revezamento 4x100m. Ora, a diferença no número de medalhas deve-se ao fato que de na natação:
- Há mais distâncias disputadas - caso houvesse uma corrida de 50m no atletismo e ainda uma 150m ou uma 250 e ainda um revezamento 4x200 e um revezamento 4x50 e pronto, Bolt teria o mesmo número de medalhas de Phelps.
- Na natação pode-se vencer a mesma distância em 4 estilos diferentes.

Deixando a comparação de lado, o importante é que Bolt venceu de forma inacreditável:
- Nos 200 metros bateu a marca de mais de 10 anos do famoso Michael "Pato"Johnson. A marca era tão incrível que ninguém nunca chegara nem perto. Mas Bolt a estilhaçou.
- No revezamento 4x100 o time Jamaicano bateu uma marca dos EUA que já durava mais de 15 anos e tinha sido feita com o timaço que tinha Carl Lewis e outros.
- Nos 100 metros Bolt venceu de forma espetacular. Além de baixar seu recorde de 9,72 para 9.69, o que impressionou mais foi que no final da prova ele diminuiu o ritmo, bateu no peito, olhou pro lado e ainda fez esse tempo. Ganhou com sobras, e o mundo do atletismo ficou meses especulando quão rápido teria sido caso não diminuisse. Falava-se em 9,65. Outros mais otimistas falavam em 9,60. Ontem à tarde, no mundial de atletismo em Berlim, vimos o que Bolt pode fazer.
Contra os outros dois melhores corredores da história (Tyson Gay e Asafa Powell) fez o absurdo tempo de 9,58. É tão fantástica a marca que vale checar novamente o tempo do segundo colocado. Com aquele tempo Tyson Gay teria vencido todas as provas da história com exceção da de ontem e de Beijing 2008. Ainda assim ele ficou beeeem para trás de Bolt. O jamaicano melhorou sua largada, que era seu ponto fraco. Extremamente alto, quase 2 metros, foge do protótipo do que deveria ser um grande corredor de curtas distancias. Desafiou nossa concepção do que é possível. E deixou no ar a impressão de que pode haver ainda mais esta semana nos 200 metros e no revezamento...
Para ter uma idéia melhor do feito fiz a seguinte compilação de dados, acerca de quantas pessoas já conseguiram correr abaixo de certa marca:
Abaixo de 10 segundos - 69 pessoas
Abaixo de 9,95 - 38 pessoas
De 9,90 - 19 pessoas
De 9,85 - 6 pessoas
De 9,80 - 4 pessoas - Usain Bolt, Tyson Gay, Asafa Powell e Maurice Greene
De 9,75 - 3 pessoas - Usain Bolt, Tyson Gay e Asafa Powell.
De 9,70 - 1 pessoa - Usain Bolt
De 9,65 - 1 pessoa - Usain Bolt
De 9,60 - 1 pessoa - Usain Bolt
Aqui tem uma análise detalhada do recorde, o pessoal do site sportsscientists
Meu pai postou sobre o assunto também e achou um jeito de incluir o Ronaldo fenômeno no post! Fez-me pensar em quanto tempo eu correria a prova...vou tentar um dia desses!

sábado, 8 de agosto de 2009

Sesquicentenário


Hoje é o sesquicentenário da Igreja Presbiteriana do Brasil, da qual sou pastor. Sesquicentenário (tente dizer 3 vezes bem rápido!) diz respeito ao aniversário de 150 anos de fundação da denominação. Fundada por missionários norte-americanos, a Igreja busca seguir preceitos teológicos e eclesiásticos fundados na igreja do Novo Testamento e desenvolvidos historicamente, principalmente no período da Reforma do século 16.
Hoje completa 150 anos, e peço a Deus que a cada dia cresça em fidelidade à palavra de Deus, em amor pelo povo brasileiro, em ardor pelas missões mundiais e em serviço ao seu Senhor Jesus Cristo.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Músicas sobre cidades 6

Mais uma rodada de músicas sobre cidades...
Dublin - Molly Malone - A tradicional canção Molly Malone é uma das que são cantadas nos bares irlandeses pelo mundo perto da hora de fechar. Fala da triste estória de Molly Malone, vendedora de frutos do mar que morre na cidade e seu fantasma, supostamente, continua por lá. Aqui na interpretação de Sinnead O'Connor. Um trecho"In Dublin's fair city, where the girls are so pretty, I first set my eyes on sweet Molly Malone... (Na bela cidade de Dublin, onde as garotas são tão belas, primeiro pus meus olhos em Molly Malone)."

Nápoles - Santa Lucia - Aqui cantada por Enrico Caruso. Esta antiga música é um convite para apreciar a cidade. Há alguém num barco no mar em frente a Nápoles, descrevendo a situação e chamando para nos juntarmos a ele rapidamente e ver a beleza da baía de Nápoles, no distrito Borgo Santa Lucia. Trecho: "Sul mare luccica, l'astro d'argento, placida è l'onda prospero il vento, venite all'agille, barchetta mia, Santa Lucia, Santa Lucia (Sobre o mar brilha um astro prateado, plácida onda, vento sereno, venha depressa para meu barquinho, Santa Lucia Santa Lucia)." Aproveite belas imagens da cidade...



Jerusalem
- Cidade Santa. Inclui uma música do saudoso Jessé cantando sobre Jerusalém, numa mistura da cidade localizada na Palestina com um pouco da Nova Jerusalém. Fala da cidade no tempo do Antigo Testamento, no dia da cruxificaçao e por fim da Nova Jerusalém da qual trata o livro do Apocalipse.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Músicas sobre cidades 5

Até aqui na nossa série
Parte 1 - Nova Iorque, São Paulo e Jackson
Parte 2 - Londres, San Francisco e Georgia
PArte 3 - Chicago, Las Vegas, Rio de Janeiro

Parte 4 - Los Angeles, Brasília, Memphis
E hoje vamos com:
Paris - Sous le ciel de Paris - Para representar a cidade luz vai essa música bacana. O clipe tem diversas cenas parisienses, coisa linda. No mesmo vídeo tem duas versões da música, a primeira com Ives Montand e a segunda com Edith Piaf. Um trecho:"Sous le ciel de Paris s'envole une chanson, Elle est née d'aujourd'hui Dans le coeur d'un garcon (Sob o céu de Paris surge uma canção. Ela foi criada hoje no coração de um rapaz)."

Boston - Tessie - Famosa por entre outras coisas seu fanáticos fãs de esporte, Boston merece e tem várias músicas em sua homenagem. Esta canção é sobre a cidade mas também sobre o time local de baseball, o Boston Red Sox. Ficaram dezenas de anos sem ganhar nenhum título, eventualmente em 2004 uma banda regravou uma antiga música da torcida da época do último título (1918). E não é que o time venceu? Por causa da música, é claro. A música é sobre a torcida, os jogadores, a cidade e mesmo sobre a própria música!!! Um trecho:
"Tessie 'nuf ced McGreevey shouted, we're not here to mess around, Boston you know we love you madly... (
nuf ced McGreevey gritou 'Tessie' nós não estamos aqui pra perder tempo, Boston você sabe que te amamos loucamente...) "




Kansas City - Kansas City -
Esta música fala de alguém que está de mudança para Kansas City, buscando novos horizontes. Um trecho "Well I might take a plane, I might take a train, but if I got to walk I'm going just the same... (Talvez vá de avião, talvez pegue um trem, mas se tiver que andar, vou assim mesmo)."
Aqui uma versão vinda do excelente musical Smokey Joe's Cafe. A música vai até pouco além da marca de 2 minutos, seguida de outras canções.

Ok, mais uma de Boston:
Dirty Water - Escolhi esta dos Standells pois mostra o amor pela cidade mesmo com seus rios fedorentos. "Cause I love that dirty water... Oh Boston you are my home (Pois eu amo essa água suja...Boston você é meu lar)."

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Músicas sobre cidades 4

Com um dia de atraso chega aqui a parte 4!!
Anteriormente:
Parte 1 - Nova Iorque, São Paulo e Jackson
Parte 2 - Londres, San Francisco e Georgia
PArte 3 - Chicago, Las Vegas, Rio de Janeiro

Los Angeles
- California Dreamin -A cidade Californiana tem milhares de músicas em sua homenagem. Peguei uma das mais famosas California Dreamin: "All the leaves are brown, and the sky is gray...I would be safe and sound, if I was in LA... (As folhas estão marrom, e o céu está cinza...Eu estaria são e salvo se estivesse em LA...)."Aqui com The Mamas and the Papas. Há no youtube uma versão legal com Beach Boys.


Brasília - Léo e Bia - Procurei um vídeo de Alceu Valença cantando Adeus Brasília mas não encontrei!. Aqui está Oswaldo Montenegro cantando Léo e Bia, junto com Zeca Baleiro. Um trecho"No centro de um planalto vazio, como se fosse em qualquer lugar..."


Memphis - Memphis Tennesse. Como estive lá recentemente, vai uma em homenagem a este cidade bacana às margens do rio Mississippi. Essa música é divertida, o cantor está tentando fazer uma ligação à longa distância, tentando falar com uma tal Marie. Durante a música parece que trata-se de sua namorada, mas na verdade é sua filhinha. Um trecho: "Help me information more than that I cannot add, only that I miss her and all the fun we had... (Ajude-me Informações, mais que isso nao sei dizer, apenas que sinto sua falta e de quanto nos divertíamos...)."
Como outro dia postei a versão com o Elvis, aqui vai com Chuck Berry, fazendo graça no início do vídeo... Veja os dois!

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Princesinha


A Sapeca é a rainha do pedaço. Nossa cachorrinha, uma Shih Tzu que faz hoje dois anos de idade domina nosso complexo de apartamentos com seu charme e fofura. Veja a foto.
Pois então, esta fofura aí é extremamente dócil, ama crianças e adutos, homens e mulheres, insetos e gatos. Quem chegar perto já é amigo dela.
Sapeca não late. Esta é uma característica comum da raça, mas nem todos são assim. O máximo que faz é uma espécie de grunhido/semi-latido quando corre atrás da bola de futebol.
Aqui na vizinhança toda a criançada a conhece. Estão brincanco do outro lado da rua e gritam "Olha, a Sapeca chegou!"Evem aquela galera fazer carinho...
Sapeca, também conhecida como Sassá, Senhora Sassá, Jamapopa, marmoteira, princesinha e muitos outros nomes é uma ótima fonte de amor e atenção. Seja correndo insanamente pela casa, seja resmungando pra gente acordar ou vindo pedir seus brindes...
Após a queda de Adão e Eva a natureza foi sujeita às dores do pecado humano. Leia depois Romanos 8 pra ver mais sobre isto. Entretanto, com a redenção anunciada, já temos nesta vida um vislumbre do que está por vir. Ainda não temos a totalidade descrita por Isaías no capítulo 11. O rebento do tronco de Jessé é o messias prometido. Leia e se assombre:
"Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo. Repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do SENHOR. Deleitar-se-á no temor do SENHOR; não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos; mas julgará com justiça os pobres e decidirá com eqüidade a favor dos mansos da terra; ferirá a terra com a vara de sua boca e com o sopro dos seus lábios matará o perverso. A justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade, o cinto dos seus rins. O lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará junto ao cabrito; o bezerro, o leão novo e o animal cevado andarão juntos, e um pequenino os guiará. A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; o leão comerá palha como o boi. A criança de peito brincará sobre a toca da áspide, e o já desmamado meterá a mão na cova do basilisco. Não se fará mal nem dano algum em todo o meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do SENHOR, como as águas cobrem o mar."
Creio que mesmo após a queda Deus permitiu que o coração humano se deleitasse com os animais para que nos lembrássemos do que era antes e tivéssemos um gosto do que está por vir. Sapeca é assim, nos mostra coisas melhores, tanto pro passado quanto pro futuro.

domingo, 26 de julho de 2009

Fora de série


Faz tempo que não faço uma sugestão de livro. Sugiro que comece então a ler hoje mesmo Outliers (Fora de série) de Malcolm Gladwell. Foi lançado no Brasil em 2008 e terminei de ler agora. Não tenho idéia de quanto sucesso fez aí, mas aqui é dos mais vendidos. Por alguma razão misteriosa o livro foi catalogado e vendido no Brasil como se fosse um livro sobre administração, ou mesmo auto-ajuda. Não, não, não. O próprio autor fala do livro como sendo anti-auto-ajuda.
Este é o terceiro livro de Galdwell e sua proposta é analisar o sucesso, os fora-de-série. Sua tese é que o mito do self-made man (aquele que se faz sozinho) é isso mesmo, um mito. Ele derruba a idéia de que talento nato e trabalho duro são os únicos fatores que levam alguém ao sucesso. Tomei conhecimento do livro através de uma conversa entre Gladwell e um colunista esportivo que gosto bastante, Bill Simmons.
Vale visitar o site de Gladwell , onde há vários artigos disponíveis online.
Gladwell mostra com vários exemplos interessantíssimos como nossa cultura, nossa família, o lugar e época em que nascemos e vários outros fatores contribuem para o sucesso.
Um exemplo. Gladwell mostra que um percentual assombroso dos jogadores profissionais de hockey no Canadá nasceram entre Janeiro e Março. O que é que isso tem a ver? A data de corte para os torneios infantis é 1 de Janeiro. O que acontece então é que os meninos que fazem 9 anos em Janeiro jogam na mesma liga que os que fazem 9 anos em Dezembro. Na prática é quase um ano de diferenca, o que é brutal em termos de força física, coordenação motora, maturidade... Enfim. Obviamente eles tendem a se destacar. Por se destacarem, são escolhidos pelos olheiros e treinadores para jogarem nas melhores equipes, treinarem com os melhores técnicos nas melhores instalações e praticarem muito mais horas na semana. Ao final daqule ano, a vantagem que era só na idade passa a ser técnica também. Como uma profecia que se auto-reliza, os que foram escolhidos por serem aparentemente melhores se tornam de fato melhores. É claro que se não houver talento e trabalho duro eles não irão progredir. Mas talvez houvesse jogadores da mesma qualidade nascidos em outubro que nunca puderam sequer provar que seriam bons. Como se diz por aí, "escolha muito bem onde e quando você vai nascer."
Se você quer saber o que o cultivo de arroz tem a ver com o fato dos orientais serem bons de matemática, porque uma temporada na Alemanha contribuiu para o sucesso dos Beatles, porque 25 % dos maiores bilionários da história da humanidad nasceram na mesma década e porque linhas aéreas coreanas tinham os piores índices de acidente do mundo, pegue este livro.
Não concordo com tudo no livro (precisa-se concordar com tudo para recomendar um livro?), como por exemplo com o que ele entende por sucesso em certos casos. Mas é leitura agradável, instigante e difícil de deixar de lado. Procure ainda os livros anteriores de Gladwell, que (como diria Sílvio Santos) ainda não li mas são muito bons!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Músicas sobre cidades 3

Terceira parte de nossa série sobre músicas em homenagem a cidades.
Parte 1 - Nova Iorque, São Paulo e Jackson
Parte 2 - Londres, San Francisco e Georgia


Chicago
- Sweet Home Chicago - Uma deliciosa música sobre uma cidade fantástica. Rock/blues bacana sobre Chicago com Eric Clapton e Buddy Guy. Melhor que qualquer trecho é o instrumental!


Las Vegas - Viva Las Vegas - Quem mais senão o rei? Não é Roberto, é Elvis. A flor de neón do deserto.




Rio de Janeiro - O Rio tem diversas músicas bacanas. A escolhida para este post é Do Leme ao Pontal. Outra opção seria Aquele Abraço, mas envolveria mandar um abraço pra torcida do Flamengo... Esta aqui fala de diversas partes da cidade, exaltando sua beleza sem igual. Dizem que apenas Cape Town tem uma mistura semelhante de praia e montanha. E ainda tem suco de caju! Vai Tim Maia!




Ok,ok... lá vai o abraço pro Lopes e pros meus cunhados! Curta as imagens!



terça-feira, 21 de julho de 2009

Músicas sobre cidades 2

Para a parte 1 clique aqui (Com Nova Iorque, São Paulo e Jackson)
San Francisco - Esta belíssima cidade possui várias músicas. I Left my heart in San Francisco é famosíssima e merece uma busca no youtube. Mas para representar a cidade aqui no posto escolhi If you're going to San Francisco de Scott Mackenzie. Ela fala de quando a pessoa for para San Francisco, como vai encontrar coisas diversas. Ao invés do cantor original, resolvi usar um cover pelas Monalisa Twins (!?!). Várias imagens da cidade californiana, suas famosas colinas a ponte Golden Gate...
Um trecho "For those who come to San Francisco, be sure to wear to some flowers in your hair (Os que estão vindo para San Francisco, não se esqueça de usar flores no cabelo)."





Londres - Escolhi uma feita por brasileiro. London London. E não é que Caetano emplacou mais uma na Grande Lista de Músicas Sobre Cidades? Talvez o trecho que melhor descreva a cidade seja: "Oh Sunday, Monday, Autumn, pass by me, and people hurry on, so peacefully. A group approaches a policeman, he seems so pleased toplease them (Domingo, segunda e o outono passam por mim, um grupo se aproxima de um policial, ele parece tão feliz de ajudar)." Ok, tem mais um: "Green grass, blue eyes, grey sky, God bless, silent pain and hapiness (Grama verde, olhos azuis, céu cinza, Deus abençoe, dor calada e felicidade)."

Georgia - Georgia on my mind. Ok, não é uma cidade e sim um estado. Mas quis incluir e pronto.
Ela é mais famosa em sua versão feita por Ray Charles. Curiosamente, Charles ficou muito tempo sem se apresentar o estado sulista da Georgia pois havia segregação racial nas casas de show. Quando a regra mudou, ele voltou ao estado e cantou muitos sucessos, incluindo este. Hoje é a música oficial do estado. Um trecho: "Georgia, a song of you comes as sweet and clear as moonlight through the pines (Georgia, uma música sobre você vem doce e clara como o luar pelos peinheiros)." Há certa controvérsia acerca de se Georgia era o estado ou uma mulher...



Para evitar confusões e discórdia e porque a música é boa demais, lá vai Tony Bennett:

domingo, 19 de julho de 2009

Anabela de Malhadas

Não costumo postar as coisas divertidas que achamos na internet como piadas, vídeos e assim por diante. Há milhares de sites devotados a isto. Mas esta eu não resisto. Eu e Ise já ouvimos entre 19 e 26 vezes. É o áudio de um programa de rádio em Portugal. Os ouvintes ligam e participam de um jogo, onde tentam advinhar o peso de um saco com qualquer coisa que o locutor tem. A ouvinte Anabela, da pitoresca cidade lusitana de Malhadas (será que tem música sobre Malhadas??), liga e tem um certo problema com o lance do peso. Como diria o locutor, vai lhe dar o fanico consigo...
UPDATE: O que tem a ver ela estar de férias com madrugar??!?!?!!

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Músicas sobre cidades 1

Outro dia postei uma música de Chuck Berry (na interpretação do Elvis) sobre Memphis, Tennessee. Sabe um negócio bacana? Compilar músicas sobre cidades. Aliás, dava uma bela competição! Compilei uma boa lista e vou soltar aos poucos em 6-7 posts. Vou postar às terças e sextas. IMPORTANTE: Aceito sugestões!! Não posso prometer postar, mas prometo considerar!
Hoje temos 3:

Nova Iorque
- New York, New York - Captura tão bem o fato de que a cidade não para, de que a vida lá é difícil, mas também formidável. Gravada por dezenas, talvez centenas de intérpretes. Não precisa-se falar muito sobre esta. Pensei em usar um cantor diferente, mas temi que as autoridades pudessem intervir. Escolhi uma com o homem dos velhos olhos azuis...Melhor verso: "I wanna wake up in the city that never sleeps. (quero acordar na cidade que nunca dorme)."


Jackson - Jackson. O popular Johnny Cash gravou uma música acerca da cidade onde vivo, Jackson, Mississippi. Cash gravou esta música junto com sua companheira June. No filme Walk the Line (Johnny e June) a música aparece. Um trecho:"Well go on down to Jackson, go on and wreak your health. Go play your hand you big talkin'man, make a big fool of yourself. Yeah, go to Jackson. Go comb your hair. (Bem, então vá pra Jackson, vá arruinar sua saúde. Vai jogar seu falastrão, se fazer de tolo. Vá pra Jackson e penteie o cabelo) ."
Aqui com Johnny e June Cash, os originais! No youtube tem com os atores Joaquin Phoenix e Reese Witherspoon, muito bom também.


São Paulo
- Sampa - O baiano Caetano Veloso escreveu a melhor música sobre a capital paulista. Complexa em sua letra mas simples em sua melodia. Envolve coração e Avenida São João. Trata da estranheza do imigrante que chega e se assusta e não gosta, mas ao poucos ama a cidade e se acostuma. Lembro que anos atrás meu avô Emílio me chamou a atenção ao verso que diz "da força da grana que ergue e destróis coisas belas..."
Outra boa parte: "da dura poesia concreta de tuas esquinas, da deselegância discreta de tuas meninas..."
Ok, mais um trecho: "Quando eu te encarei frente a frente não vi o meu rosto, chamei de mau gosto o que vi, de mau gosto mau gosto. É que narciso acha feio o que não é espelho..."
Este clip abaixo tem várias imagens da cidade, com interpretação de Caetano.


terça-feira, 14 de julho de 2009

Pula com agente Muricy!

A importância que se dá para os técnicos de futebol aumenta e diminui de maneira cíclica. Um dos técnicos mais famosos e rabugentos do planeta é o português José Mourinho. Venceu o torneio mais importante da Europa, a Copa dos Campeões com o Porto. Foi para o milionário Chelsea e embora tenha sido campeão inglês várias vezes, não conseguiu o sucesso continental. Hoje está na Inter de Milão, onde venceu o nacional mas não o continental.
A torcida da Inter o ama, e num dos seus jogos após conquistar o título tentava convencer o treinador a pular com eles durante o jogo. Cantavam pulando e o chamando para pularem com ele... No vídeo dá pra ver ele finalmente cedendo e dando um pulinho miserável de má-vontade! Queria ver o Muricy pulando com a torcida do São Paulo, mas agora não vai ser mais possível...
No vídeo dá pra ouvir a torcida cantando "Jose Mourinho salta con noi." Pouco depois dos 35 segundos ele finalmente atende...

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Calvino 500


Hoje é aniversário de 500 anos de nascimento de João Calvino. Há conferências e eventos acontecendo no mundo todo ao longo do ano e especialmente hoje. Um das figuras mais importantes da história, foi peça fundamental na Reforma do século XVI. Nascido na França, fixou-se na cidade suíça de Genebra, onde pastoreou, ensinou, escreveu e treinou pastores vindos de toda a Europa em fuga de perseguição religiosa.
Deixou enorme quantidade de material escrito de grande erudição, fabuloso conhecimento bíblico e enormemente capaz de aquecer o coração. Se você nunca leu Calvino, comece hoje, ótimo dia. Pode ler por exemplo, parte de um de seus comentários Bíblicos. Ou um de seus sermões. Ou quem sabe sua obra mais famosa, as Institutas da Religião Cristã, que é um tratamento sistemático do que a Bíblia ensina. Muitos imaginam que Calvino é difícil e árido de ler. Isto está longe da verdade. Quase tudo que escreveu está disponível on-line.
Há muita lenda acerca de Calvino. Alguns acreditam que ele era o ditador de Genebra, sendo que ele sequer era cidadão local, com direitos restritos. Outros acham que suas doutrinas e idéias levam pessoas para longe de evangelismo e missões. Trata-se de outro erro, pois não só ele ensinava como enviou missionários, inclusive para o Brasil.
Um erro comum também é limitar sua teologia aos famosos Cinco Pontos do Calvinismo. Os tais cinco pontos foram uma (bem depois da morte de Calvino)respota dada a um grupo que questionara certas verdades bíblica. A teologia de Calvino englobava os cinco pontos, mas era muito mais do que isso. Calvino queria que conhecêssemos tudo o que a Bíblia ensina sobre Deus e sua criação. Queria que indivíduos e igreja vivessem para a glória de Deus. Sabia muito bem das trevas que habitam o coração caído, que ele chamava de fábrica de ídolos.
Hoje vou sentar e ler Calvino. Faz bem pro coração. Sugiro que faça o mesmo.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Saudade né?

Uma das maiores desvantagens...pensando bem, a maior desvantagem de morar fora do Brasil é a distância física dos queridos. É claro que estão no coração, mas dá uma saudade medonha do povo. Esta saudade inflama em ocasiões como aniversário, formatura, casamento, final de campeonato de futebol... Segunda foi aniversário da Vó Trindade e como eu queria ter podido dar um beijão nela e conversado bastante...
te amo vó! Olha aí a foto, toda lindona!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Love 15



Um ano atrás Roger Federer sofreu a pior derrota de sua carreira. Era então o número 1 do mundo, com 12 títulos de Grand Slam e havia com sucesso segurado o avanço do jovem leão de Mallorca, Rafa Nadal. Na final se enfrentaram e num duelo épico que durou pra lá de 4 horas e depois de muito sofrimento, Nadal venceu o torneio e de quebra tirou o número 1 do ranking que pertencia a Federer.
A coroa havia mudado de mãos. Questionava-se a possibilidade de Federer bater Sampras como recordista de títulos de Grand Slam (14). Naquele ano Federer venceu o US Open, chegando a 13 e mantendo a chama acesa.
Ele teve uma grande chance de chegar a 14 contra Nadal no aberto da Austrália. Contei sobre esses jogos aqui e depois aqui. Foi mais uma derrota sofrida e parecia que agora Federer não teria mais vez, o espanhol iria levar tudo.
Federer venceu então o aberto da França, igualando Sampras no número de grandes torneios e Agassi e Laver em termos de variedade (venceu os 4 torneios de Grand Slam, WImbldedon, US Open, Australia e Roland Garros). Falei sobre a conquista aqui.
Hoje chegou o dia de passar Samrpas e arrancar de vez para a história como o maior jogador de todos os tempos. Encarou na final o norte-americano Andy Roddick, dono do saque mais potente do mundo. O jogo durou pouco mais de 4 horas e Federer não conseguiu quebrar o serviço de Roddick nenhuma vez, até o último ponto do jogo. A partida foi para o lado insano da barreira das 4 horas e foi de uma tensão incrível. Assitindo o jogo estavam as lendas Rod Laver, Bjorn Borg, Pete Sampras e John McEnroe. No último set não há tiebreaker, então eles simplesmente ficam jogando até alguém vencer dois games seguidos, como numa disputa de pênaltis no futebol. Os sets duram 12-13 games no máximo, vindo então o tie-breaker. O set final durou 30 games. Federer finalmente venceu e agora conquistou tudo. Além disso acaba de recuperar o número 1 do ranking mundial. Poderia se aposentar hoje sem problemas. Mas vai continuar jogando, quem sabe extendendo o recorde um pouquinho mais...
Logo após a partida surgiu este comercial bacana da Nike aí em cima do post, mostrando alguns grandes esportistas comentando o feito. Entre eles John McEnroe, Michael Jordan, Serena Williams, Tiger Woods e o antigo detentor do recorde, Pete Sampras. O nome é "Love 15," referência ao número de títulos e também um trocadilho com a pontuação do tênis. Quando alguém está com zero no placar de pontos, o árbitro não diz zero, ele diz love. Não sei bem porque, mas tenho minha teoria. Quando o jogador não tem nenhum ponto, pelo menos ainda tem o amor.

Na foto Borg,Sampras, Federer e Laver.

sábado, 4 de julho de 2009

Churrasco e rock n'roll

Conforme meu pai advinhou, ontem fomos conhecer Memphis. Estou colocando diversas fotos, basta clicar nelas que serão ampliadas.
Com um grupo de amigos, saímos cedo e dirigimos quase 3 horas para o norte. A cidade fica logo após cruzar a fronteira com o Tennessee, ao lado do rio Mississippi.
Primeira parada foi na fábrica de guitarras Gibson. Tércio teria curtido horrores. Nós vimos a fabricação de guitarras acústicas e semi-acústicas, um trabalho bem bacana.
Na foto na entrada da fábrica Gibson: Margaret, Anelise, Micki e Joy, com óculos protetores na entrada da fábrica.
Dali fomos almoçar na CHURRASCARIA!!!!
Foi só alegria. Preço especial de almoço (aqui, ao contrário do Brasil, as promoções são no almoço). Comemos que foi uma loucura. Os americanos se esbaldaram como picanha, feijoada, linguiça, frango com bacon, farofa de ovo...
Passamos então no famoso Peabody Hotel, onde há vários patos que habitam o lobby. Eles moram no hotel e todo dia as 11 da manha descem de sua casa, seguindo em fila um funcionário do hotel e ficam se esbaldando no chafariz do lobby até subirem de novo no final da tarde.
De lá fomos conhecer a principal atração da cidade: Graceland. A casa do Elvis, hoje um grande museu sobre sua carreira musical, seus filmes e tudo mais.
Começamos visitando o avião da família, o Lisa Marie (nome de sua filha)
Depois entramos na casa, vendo quartos de gravação, de jogos, da família...chama a atenção a diversidade de gostos e estilos (ou seria falta de?) na casa. Um quarto é azul marinho com amarelo, o seguinte é o quarto da selva, todo verde, o outro é de madeira e assim vai. Na foto a Ise no quarto de música. A casa é menor que eu pensava, mas ainda muito grande. Há uma enorme coleção de discos de ouro, Grammys, discos de platina e milhares de roupas (os famosos jumpsuits) e muito mais. O passeio termina no quintal, onde está o túmulo de Elvis e de outros familiares. Todo o tour envolve bastante música, temos um equipamento de áudio individual, é bem bacana e explicado.
É impressionante a quantidade de gente que visita o local diariamente. Milhares a cada dia, incontáveis quando é o aniversário dele.
Aqui a gangue toda: Eu, Ise, Benji, Joy, Margaret, Micki e Jeff. Estamos nos fundos da casa.
Fiquei decepcionado de não ver ninguém fantasiado de Elvis...