sexta-feira, 3 de abril de 2009

Emergência


Ontem terminou uma das séries de maior sucesso da televisão mundial. Nos EUA conhecida como E.R. (emergency room), no Brasil lançada por um tempo como Plantão Médico, depois conhecida como ER mesmo. Foram 15 anos de seriado, algo impressionante.


Hoje pouquíssimos personagens ainda são os originas, uma enfermeira aqui ou ali. Isto aponta para o fato de que a série é muito mais do que seus personagens ou atores queridos. Dá pra imaginar o Friends com só dois dos seis amigos? Ou House com outro médico? ER combinava personagens bem elaboradas, que mostrava o lado falível da humanidade e junto com drama real e divertido.

A série lançou muitos atores hoje famosos como Georger Clooney, enquanto outros nunca fizeram muito sucesso fora do hospital. Assisti muitos episódios junto com familiares. No começo acompanhava de longe minha mãe e irmã assistindo juntas. Acabei gostando e a Anelise, então minha namorada, se juntou ao time dos fãs.
Foram muitos episódios juntos. Tércio assistia meio de longe, de vez em quando. Acho que o lance era muito forte pro coração dele...(rsrsrsrs). O pai é mais da turma do House.

Muitos episódios marcantes, legião de fãs pelo mundo. Dramas pequenos, grandes acidentes. Médicos que gostamos, outros que amamos odiar.
Acho que o ER fez tanto sucesso porque muito mais do que uma sequência de acidentes e casos curiosos, em muitos momentos ele nos mostra algo sobre a humanidade e sua busca, seu cotidano, seus medos, suas mazelas.
Foi uma parte pequena mas presente das nossas vidas nos últimos anos, sempre assunto para comentário e para encher a paciência do Tércio.

4 comentários:

Ale Brotto disse...

Adeus com saudades para o E.R.!!
O unico pronto socorro que eu gostava de frequentar se foi...

Emilio - Entre dois mundos disse...

Hahahahah
Bom ter vc por aqui Ale... saudades da familia, incluindo o desconhecido Tito.

Catarina disse...

buaaaaaaaaaaa
Acabou!!!

Como era bom...

Vou ter q rever desde a 1a temporada agora..
hehehe

Emilio - Entre dois mundos disse...

Isso mesmo Caty!