terça-feira, 18 de novembro de 2008

Bond mania parte 4


Chegando ao final da série Bond Mania. Se quiser aqui estão parte 1, parte 2 e parte 3.
A era Brosnan havia tido sucesso, mas parecia estar chegando ao fim. Por muitos anos a série Bond havia ditado o rumo dos filmes de ação, mas sua fórmula estava ficando envelhecida, assim como seu ator principal. Houve um hiato de 4 anos entre Die Another Day e Casino Royale, período em que surgiram alguns filmes que influenciaram bastante os novos rumos da série. Geralmente se apontam os filmes da série Bourne (Identidade, Supremacia, ultimato) como algumas destas influências. Mais realista em suas ações mas não por isto menos empolgante, apontava um caminho mais pé-no-chão para filmes de ação/espionagem.
Um crítico sugere que outra grande influência foi Batman Begins, que pega uma franquia desacreditada e decide fazer um reboot na série, mostrando uma história de origem do herói, como ele se torna o que é, com mais violência e menos pirotecnia.
Assim nasceu Casino Royale. Meu pai lembrou bem que já havia um filme com este título, mas na verdade era mais uma paródia de Bond do que propriamente um filme Bond.
Casino Royale é baseado no livro de mesmo nome, atualizado para o século XXI. O escolhido para o papel foi Daniel Craig, no início gerou controvérsia, mas depois creio que foi amplamente aceito. Ele traz um Bond menos divertido porém mais complexo. Craig mostra um Bond que é no fundo um assassino, como diz M, uma arma de força bruta. Ele não é um piadista, sua ironia aparece pouco e pode-se crer que e é uma ameaça real. A impressão que ele passa é que poderia surrar qualquer outro Bond, até mesmo Connery. Pobre Jason Bourne iria apanhar tanto...
O filme é excelente, continuando em diversas tradições da série como a música, a M, e o Bond, James Bond. Outros elementos foram deixados e outros ganharam certa referência indireta - Moneypenny e o martini. O filme recebeu aclamação de público e crítica. A bond girl Vesper Lynd foi também muto bem escolhida e o vilão Le Chiffre é atual e preserva um toque de fantástico com suas lágrimas de sangue. A cena da tortura mostra que este não é o Bond que se vestiu de palhaço em Octopussy.
2008, chega a continuação, enfim.
Acabei de voltar do cinema. O novo filme, Quantum of Solace, é pela primeira vez uma continuação direta de um filme na série Bond. Embora antes houvesse certa continuidade e referência, as missões eram meio que independentes. Esta história começa imediatamente após o término de Casino Royale. É necessário ter visto Casino Royale para entender e curtir este novo filme. Aliás, sugiro que você assista novamente antes de ir ao cinema.

Vou tentar não revelar nada importante, mas vale saber que amei o filme. Creio que está no mesmo nível, ou muito perto de Casino Royale. É realmente como se fosse um só filme. Alguns reclamam da edição muito abrupta, e concordo que em certos momentos fica meio confuso. Aliás, a história é complexa e creio que exija duas visitas ao filme para pegar tudo (ainda mais assistindo sem legendas...) Ótima ação, mais detalhes sobre o mundo do crime, mais CIA, MI6, uma homenagem a Goldfinger... Pode ir tranquilo. Não quero ficar elevando as expectativas do povo e gerar decepção. Mas não consigo evitar o fato de que gostei muito. Tenho visto alguns dizerem que é um bom filme de ação mas que não é Bond. Discordo, acho que é o mesmo Bond de Casino Royale. Certamente diferente de outros Bonds. E aí está a chave: há diversos Bonds. Mesmo entre os diferentes ators cada um deles teve diferentes formas de viver o papel. Cada um tem seu ideal do que deveria ser o filme.
Craig está ainda melhor no papel de um Bond brutal e cheio de recursos. É bacana ver como Bond está se desenvolvendo no que ele era nos filmes anteriores. Um exemplo diz respeito a seu martini. Chega, já falei muito. Bond está de volta. O Bond de Craig.

Respondendo à pergunta mais comum e ao mesmo tempo mais inútil e mais intrigante: Quem é meu Bond favorito? Hoje a resposta é:
1 - Empate entre Craig e Connery
2 - Brosnan
3 - Moore
4 - Dalton
5 - Lazenby
DEIXE O SEU VOTO NOS COMENTÁRIOS!!
O que vem por aí com Craig? Seus próximos filmes dirão se ele passa Connery ou cai para o segundo lugar. E certamente teremos mais.
P.S. Um doce pra quem descobrir o primeiro nome da Agente Fields. Dica: cabelo vermelho, agente britânica.

6 comentários:

David Portela disse...

... Fields FOREVER...

Emilio - Entre dois mundos disse...

Boa David!Pelo jeito vc ja pegou o que vem antes do Fields... to te devendo um brigadeiro!

Isaias Lobao disse...

Olá Super Emílio. (Lembra-se disso?) Já que é para votar, eu voto no Sean Connery. Um abraço.

Marcos Moreira disse...

Strawberry!!!
Eu falei primeiro, o David só deixou implícito! Quero um alpino! :D
Achei o QS melhor que o Casino Royale. Pra mim, foi o melhor filme da série, period. Gosto mais desse 007 menos canastrão.
E o Daniel Craig tá matando a pau mesmo. Mas deixa eu te corrigir: Bond dar uma peia no Bourne?! Faz-me rir, Emilhota! O Bourne pega um lenço de papel e usa pra enforcar todos os Bonds juntos, enquanto dirige um fiat 147 pelas ruelas de Paris. Isso não é negociável. Parafraseando um antigo comercial, ele é o Jason Bourne dos filmes de ação, hehe.
abracis!

Emilio - Entre dois mundos disse...

Marquito, o Bond pegaria o Bourne, o Ethan Hunt e o John Mclane e surraria os três juntos sem derrubar o martini.

Marcos Moreira disse...

Ethan Hunt? John Mclane?? Qualquer um surraria esses dois, até minha avó. O Mclane só sabe atirar e o Hunt... esse só sabe brincar de cirque du soleil! O Bourne iria acabar apanhando tb nesse caso pq gastaria todas as suas energias defendendo essas outras maricotas.
Mas no mano a mano, ele nem se indignaria de olhar pro Bond, acabaria com a raça dele enquanto fala no celular jogando um caô na Nicky Parsons.